*****

*****

PEÇA O DVD CLICANDO AQUI

Seguidores

Instruções sobre áudio no blog

Atenção: Se você não quiser ouvir a rádio online (preferindo os áudios dos filmes) basta clicar em "MUTE" na sound box.

If you don't want listen to the online radio just go to the sound box in the bottom and click on "MUTE".

A RÁDIO DA RAINHA

Language

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Um trio perfeito! Mulher atraente e dominadora, um macho negro pauzudo liberal e um maridinho corno-submisso, kkkkkkk.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Que ferramenta poderosa! Grossa, dura e preta! rsrs

E que anal maravilhoso! Garota de sorte, rsrs...

sábado, 13 de dezembro de 2014

ERICK LEWIS!

Este é o nome da fera! Deste DEUS NEGRO! Também conhecido como EDIC, e pasmem! Ele é russo! rsrs. Foi graças à colaboração de meu amigo CORNO DA LOIRA do Sexlog, que descobri a identidade deste macho Alpha pra 400 talheres. Se ele tivesse na minha cama, eu queria uma semana para me acabar com esta delícia de homem. Postarei ainda vários filmes dele por aqui. Ele merece. E eu também, rsrs. Beijos, meus queridos!  


domingo, 7 de dezembro de 2014

Mais um!

Achei outro vídeo deste monumento de macho que se parece muito com um homem que conheço e que infelizmente até hoje não aconteceu nada entre nós, talvez por ele ser casado. Quem souber o nome deste ator pornô, por favor poste aqui em comentários para ver se encontro mais filmes dele, ok?
BEIJOS!

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Conhecendo um novo amigo: "A" (by corno da Rainha) - Parte Final

Amigos,
Esta é a terceira e última parte de meu relato testemunhal sobre o dia em que minha mulher conheceu a pica poderosa de "A", mais um amigo negro a desfrutar de seu corpo e suas carícias. A parte II está aqui.

______________________________________



No último relato, aquela cena dos dois num papai-mamãe cheio de sedução e safadezas foi extraordinária. Namoro com sexo gostoso entre os dois.
Depois de um bom tempo fodendo e trocando carícias, o ambiente já estava impregnado com o perfume de sexo. Eu já havia feito alguns filmetes (que constam do DVD anunciado no alto desta página) e ficado muito excitado vendo a maneira como ele a possuía e a forma como ela lhe retribuía, se entregando totalmente àquele macho viril. Foi quando eles decidiram dar uma pausa. Eu então servi um pouco de cerveja aos dois, numa demonstração de plena submissão. Ela levantou-se, e como se fosse uma estrela de cinema ou de um show de música, decidiu colocar outra lingerie. Ela sempre levava várias lingeries para agradar seus machos na hora da transa. A caminho do banheiro, pediu que ele colocasse uma música gostosa e sensual. Ele então escolheu um tema de música instrumental, com um solo de saxofone e logo ela saiu do banheiro, vestindo uma lingerie branquinha. Se exibia para ele, dançando lentamente e se tocando para seduzi-lo.

Olhava-o com extrema sedução, como que atraindo-o pra toda sua volúpia incontrolável. Ele com seu pau duríssimo, movia sua pica sem tocar com as mãos, apenas correspondendo seu tesão com a força do músculo de sua vara. Realmente ela estava se especializando na arte da sedução como uma verdadeira profissional. Algo que era aperfeiçoado a cada novo encontro com seus machos fodedores. 
Conforme exibia-se pra ele, ela aproximava sua xana de minha cara e debochadamente dizia:" Olha aí meu corninho, olha o pacote que meu amante vai desembrulhar e devorar e vc vai só olhar, kkkkk". Eu sentia aquele perfume de sexo entrando por minhas narinas e tomando conta de meus sentidos. Uma verdadeira tortura deliciosamente inebriante comandada por ela. 
E depois desta espécie de show de exibicionismo, ela logo tratou de pegar o amigo pelo pau e levá-lo até o outro cômodo do apê.  

Era a segunda parte daquela tarde de foda gostosa de minha esposa safada. 
Já no outro quarto passaram a se fazer outras carícias.E quando eu ia me aproximando da porta, ela ordenou:"Só que agora vc não vai nem ver. Vai ficar aí do lado de fora do quarto só ouvindo meus gemidos."
Fiquei sentado numa cadeira encostado na porta e apenas ver por outra abria a porta quando ela mandava para tirar uma ou outra foto. "Pode entrar e tira logo a foto!", ela ordenava.
Então eu entrava e registrava rapidamente aquele instante.
E nesses rápidos momentos via ela se entregando com sofreguidão aos prazeres de seu macho comedor. Chupava com habilidade a pica grossa e cabeçuda do cara, enquanto ele se fartava em chupar, lamber e sugar o doce mel de sua vulva.

Depois de algum tempo notei que a cerveja estava acabando e tive uma ideia. Deixá-los momentaneamente a sós enquanto eu sairia pra comprar mais algumas latinhas. Seria a primeira vez que eu deixaria minha mulher sozinha com um macho desde que havíamos iniciado as brincadeiras do mundo liberal. Aquele frio na barriga, mistura de tesão com apreensão tomava cinta de mim. Já no bar eu fiz questão de abrir uma latinha e aguardar um pouco antes de voltar. Era uma chance a mais de deixá-la se fartando de muito sexo sem a minha presença. 

Eu pensava no quanto ela deveria estar gostando daquela minha ideia, que posições de sexo estariam fazendo. Só ela e "A" fodendo naquela tarde, pela primeira vez sem a minha "participação", ainda que somente como voyeur ou fotógrafo. Algo realmente muito excitante...   
meia hora depois eu retornei ao apartamento. Entrei sem fazer nenhum barulho e logo comecei a ouvir os gemidos dela. "Meu macho safado, isso, fode tua putinha branquinha, meu negão. me come bem gostoso pra eu gozar com sua rola dentro de mim".Era tudo que eu queria ouvir, rsrs.
Eu espiava pela fresta da porta e via ela se acabando com o cara. Voltei a sentar próximo à entrada do quarto quando ouvi:"Você já voltou meu corno? Olha, adorei sua ideia de me deixar sozinha com meu macho, viu. Ela tá cuidando direitinho de mim, rsrs".
Ela sempre com aquele ar debochado, de quem sabe deixar o marido submisso louco de tesão pela coisas que faz ou me fala. 
Por isso que digo que casei-me com a mulher dos meus sonhos. Perfeita em todos os sentidos, inclusive em sua evolução neste excitante universo do sexo livre. 

Conforme o tempo passava, eles iam trocando de posição depois de variar à vontade. Às vezes ela por cima, outras ele assumia o controle sobre ela. E eu ouvindo todos os sons possíveis: gemidos, aquele som característico da pélvis "batendo" na bunda ou mesmo som da rola entrando e saindo da buceta dela.
E eis que chegava o grande momento dela oferecer seu cuzinho ao amigo. Um momento sempre aguardado pq além da minha satisfação em vê-la dando o rabo, ela goza muito toda vez que que é penetrada por trás. E olha que nosso amigo era poderoso no calibre da grossura. Uma ferramenta e tanto a forçar a entrada na portinha traseira de minha esposa.  Nesse momento pedi, pedi não, implorei que ela me deixasse ver mais de pertinho. Foi quando ela permitiu que eu ficasse dentro do quarto para fotografar e observar aquela sequência. Ele começou a entrar de ladinho por trás dela.

Aos poucos seu cuzinho foi engolindo toda jeba negra do amigo. Ele metia e tirava seu pau, enquanto eu me aproximava mais perto para ver aquela linda cena. Cheguei mais perto ainda e passei a dar leves lambidas em sua buceta melada. Sentia seus pelinhos raspando minha língua e mais ainda, sentia aquele gosto gostoso de sexo saindo de sua xana rosadinha. Eu via de tal maneira perto ele fodendo-a, que se por algum descuido sua pica escapasse de dentro dela era bem capaz de bater em meu rosto. 
De repente ela começou a urrar de prazer, dizia:"Isso meu macho fode fundo fode. Fode bem gostoso meu cuzinho até deixar ele bem larguinho. Quero gozar pelo cuzinho!"
Era tudo muito excitante. Não resisti e sentei-me numa cadeira para bater uma punheta. Enquanto  recebia suas estocadas, ela ria vendo eu me masturbando. Certamente nosso amigo estava tendo diversão muito mais interessante que a minha. Daí ela ordenou:"Pode parar que vc NÃO VAI GOZAR!". Imediatamente parei, mas com meu pinto duro de tesão.
Ele tirava totalmente de dentro dela, ela debochada falava:"Olha aí! vê se tá ficando mais larguinho meu amor de corninho.  Mais tarde em casa seu pintinho vai dançar no meu cuzinho, kkkkkkkk."
Realmente ele estava deixando sua marca nela. Dilacerando seu cuzinho com sua rola grossa e dura como rocha. 
E voltava a meter em movimentos mais rápidos, socando até o talo, até só sobrarem suas bolas pra fora. Um macho Alpha padrão, dos bons, daqueles que a esposa se entrega sem notar a presença do marido. 

Mas antes de gozarem, ela ainda fez questão de sentar bem gostoso naquela pica. Sentindo cada centímetro dele dentro dela. Posicionou-se e lentamente foi transformando-o em seu trono de carne. 
 A visão desta cena era espetacular! O buceta dela toda vermelhinha de tanto foder e seu cuzinho preenchido por aquele mastro negro. A mim só restava contemplar e registrar cada instante daquela foda que se infelizmente aproximava-se do final. 
Sem falar nada, abaixei-me e passei a chupar aquele bucetão fodido pelo macho dela. Era uma sensação maravilhosa. Por pouco eu não encostava minha língua no saco dele, rsrs. 
Ela delirava de prazer, com seu cuzinho atolado na pica do amigo e eu submisso sentindo seu mel gostoso bem no fundo de sua gruta. 
De repente ela começou a gritar:"Ai meu amor (o amor era ele, claro), eu tô gozando...eu tô gozando gostoso...não consigo nem piscar meu cuzinho de tão larguinho...goza em mim, amor, goza..."
Ela falava num misto de dengo e ao mesmo tempo louca de tesão. 
Foi quando ele violentamente colocou-a de 4 na cama e metendo em seu cuzinho com fúria, gozou uma quantidade enorme de porra, deixando a camisinha entupida de tanto esperma.    

E assim que ele tirou de dentro a situação era esta: minha esposa      estava totalmente arrombada. Exaustos, os dois ficaram deitados por um bom tempo. beijando-se, enquanto eu passei a lamber seu cuzinho arrombado. Eles se beijando e eu enfiando minha língua inteirinha naquela caverna de carne. Uma delícia de foda!
Quando nos despedimos, ele disse que queria um dia sair só com ela. Ir ao cinema, namorar em público, sair pra se divertirem e só depois trazê-la de volta em seu apê para uma nova surra de pica.

      Voltamos para casa, e como de praxe eu finalmente a possui em nosso quarto. Não permitindo que ela se banhasse para sentir seu cheiro de sexo após a sessão com seu novo amante. Um cara que sempre que quiser terá o privilégio de comer minha esposa.
Comi ela bem gostosinho, mas confesso que sentia meu pau dançando, tanto na buceta como em seu cuzinho. que ainda não tinha se recomposto, depois  de tanto ser socado por seu macho negro.
Aguardem outros relatos que ainda estão por vir. o do amigo "M", do Gostonegro, Negrolindo, entre outros. 

sábado, 29 de novembro de 2014

Mais um delicioso vídeo em HD para meu próprio deleite, e para vocês também, é claro, rsrs.

Encontrei mais um vídeo deste macho maravilhoso muito parecido com um cara que eu sou louca pra dar, mas infelizmente ele não se toca, rsrs. Quero que ele faça comigo tudo que este do vídeo faz com essa moça.  

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Comemoração especial: 1.700.000 visitas!

Hoje este blog alcançou a incrível marca de 1.700.000 visitas ÚNICAS - desde quando instalei o counter. Um motivo de grande orgulho para mim, adoradora do sexo interracial. E para comemorar esta marca posto aqui um lindíssimo vídeo TOP QUALITY em HD. Obrigada aos antigos e novos visitantes, e aos 1000 seguidores que me brindam diariamente com suas visitas!
A vocês um beijão da Hellen!
 P.S. Continuo como recordista de acessos em meu perfil no Sexlog, embora o mesmo continue inativo

domingo, 16 de novembro de 2014

Desejos ardentes...

Tem um cara que eu conheço que me desperta muito, mas muito tesão mesmo. O problema é que ele é casado e nem imagina o quanto eu gostaria que ele me possuísse. Já tentei me "facilitar" a ele, mas ele não parte para a iniciativa. Já percebi em olhares que ele me "seca" muito, quase me despindo com seus olhos, mas não sei se por receio por ser casado ou sei lá o que, ele não me aborda. Já tive muitas fantasias, imaginando a gente transando, em lugares inusitados, e já gozei muito me masturbando nessas fantasias. Mas acho que isso nunca irá acontecer. Este vídeo é com um cara muito parecido com ele e como eu imagino ser sua "ferramenta". Eu fico louca só de imaginar ele fazendo tudo isso comigo. Quem sabe um dia...

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Deliciosas preliminares...

No jogo da sedução, as preliminares são parte essencial antes do início do ato sexual. Cheiros, beijos, toques, carícias por todo corpo...













sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Feminização e submissão de um corninho "sissy"

O único problema é que ele pode gostar demais e tomar o macho da esposa! kkkkkkkkkk

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Namoradinho submisso e sua namorada safada e dominadora! hummmmm q gostoso, rsrs

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Ah....esses machos gostosos e PODEROSOS! rsrs











terça-feira, 21 de outubro de 2014

Conhecendo um novo amigo: "A" (by corno da Rainha) - Parte II

Continuação do relato real descrito pelo testemunho de meu marido. Pra ler o início clique aqui.
____________________________  


Amigos, 

Não sei se pelo fato de estarmos pela primeira vez fora do ambiente de motel, vulnerável nos domínios do predador, a verdade é que minha esposa foi tomada por uma atitude bem mais submissa.
Era um apartamento simples na região central da cidade, mas com opções de lazer diferentes nos cômodos para aquela tarde que reservava momentos  de intenso prazer.
Assim que sentiu a potência da pica de seu novo amigo nas mãos, passou a beijá-lo na boca deliciosamente. Ele a bolinava, apalpando sua bunda ao passo que ela alisava seu peito. Aquele beijo e as carícias foram aumentando a temperatura de ambos, e logo começaram a se despir parcialmente. Ela tirando sua camisa, ele abaixando a parte de cima de seu vestido. Tudo envolvido num clima de preliminares com muito tesão. 

Em pouco tempo ela já parecia não mais sentir minha presença no recinto. Era como se eu fosse um ser invisível ou parte da mobília.  Foi quando ela ajoelhou-se no chão e iniciou uma lenta e caprichosa sessão de sexo oral no anfitrião.  Lambia com dedicação aquela pica grossa e latejante enquanto segurava com delicadeza aquele mastro negro. Punhetava com carinho e a ajuda de sua saliva, arrancando pequenos gemidos do macho, como que judiando dele e  provocando-o com sua destreza. Sua rola dura como rocha para ela era uma espécie de objeto de adoração. 
Enquanto eu fotografava, caminhava lentamente sem fazer barulho. Meu papel ali era somente registrar a entrega de minha esposa ao seu macho Alpha sem atrapalhar em nada aquele ritual. Um ritual o qual já estávamos cada vez mais adorando...ela por motivos óbvios. E eu pelo prazer de ver minha rainha prestes a ser bem comida na minha frente novamente. Uma sensação que só quem já teve esta experiência de ver um estranho socando sua esposa pode saber o que descrevo.

De olhos fechados,  ela engolia sua glande, "escondendo-a" em sua boca sedosa, mas pelo movimento de sua garganta, eu percebia que ela lambia aquela cabeçona mesmo com a boca fechada. Aliás adoro quando vejo ela passando a pontinha da língua na parte inferior da cabeça de seus machos. Aquela parte muito sensível que nós homens conhecemos como "cabresto". Dá um puta tesão, rsrs.
Às vezes ela engasgava pq o a rola do cara era muito poderosa. Mas  logo se recompunha e voltava ao "trabalho" com muita habilidade e maestria. Aproveitava a saliva para lubrificar a pica do sujeito enquanto punhetava com cadência e chupava sem parar. 
Conforme eu me movia à distância, via por trás sua bunda empinada, que logo seria diversão daquele negro safado.

Depois de um bom tempo dando tratos na pica do cara, ela quis mais beijos. O beijo é uma das formas  mais excitantes e de entrega absoluta da esposa ao seu amante. Uma troca de energias diferente só de sexo, pois envolve o complemento essencial para um ato de submissão do marido corno. É por isso que no exercício da profissão, nem as putas beijam seus clientes. Algo que passa ao largo do sexo casual em troca de dinheiro.
E são estas carícias que provocam uma certa sensação de perda momentânea do domínio sobre a pessoa amada. Um desafio emocional nas relações conjugais liberais que nem todos estão preparados para lidar.

Depois de alguns longos minutos em absoluta harmonia daquela sacanagem gostosa, foram para a cama de um dos quartos. E lá,  já completamente despidos continuaram no namoro de beijos e carícias rumo ao início daquela foda. Ele passou a lamber sua buceta. Abria seus lábios emoldurados por seus pelinhos e trabalhava sua língua vigorosa entre o grelho e a porta do cuzinho. Eu via suas axilas expostas, com os braços dela sobre a cabeça e sentia minha submissão ao não poder sequer lambê-las. Nem fosse só as axilas, enquanto ele sentia o mel de sua vulva. Mas a mim só era permitido olhar e fotografar. 
Trovões anunciavam uma chuva se aproximando. Entre o ruído que vinha da rua, de carros e o movimento da cidade, ninguém poderia imaginar que naquele apartamento um clima de intensa libido dominava o ambiente.
Foi quando ela posicionou-se para aconchegar seus amante na clássica "papai-mamãe". Primeiro deixou que ele brincasse um pouco antes de colocar a camisinha. Roçava seu membro duro no grelo de minha putinha. Esfregava no clitóris e dava pequenas batidinhas provocando-a. Seria maravilhoso vê-lo entrando sem proteção, mas por motivos óbvios ela nunca permitiu isso. Só aquela vez já narrada aqui neste blog.
Depois que ele "encapou o bicho", ela então abriu suas pernas encaixando o pilão preto de "A" bem na portinha de sua gruta rosada. Eu com esta visão comecei a ficar com meu pinto mais durinho que estava desde o início da farra. Ele foi entrando e saindo aos poucos para não machucá-la. Entrava mais e saía menos, foi entrando, entrando, até que só seu saco ficasse de fora. Em meio a mais beijos e carícias, foi metendo vara na minha esposa. Socando com mais cadência. Sussurravam coisas que eu não conseguia ouvir, só imaginando as bobagens que ela falava e ouvia. Mas num dado momento ela começou a falar mais alto, dizendo:"Ai que rola gostosa vc tem... isso mete gostoso até o talo, me fode, safado...fode a mulherzinha do corno pra ele ver o que é um macho de verdade...isso... fode assim minha buceta, meu amor, fode...uuuuuuhhh que delícia..."

E sua voz vinha das entranhas, rouca e poderosa ao mesmo tempo.  Uma cena muito excitante.



(CONTINUA)





terça-feira, 14 de outubro de 2014

Corno submisso é assim. Faz tudo que sua mulherzinha manda, rsrs.

terça-feira, 7 de outubro de 2014